Atualmente existem cerca de 456 indústrias farmacêuticas no Brasil – de acordo com dados do Conselho Federal de Farmácia (CFF) este é um segmento inovador em constante expansão e crescimento no País.

Não é possível falar em indústria farmacêutica sem falar em tecnologia. A TI está presente em todo o processo industrial desde o recebimento da matéria-prima, até a entrega ao cliente. Por isso, a TI é muito importante para o crescimento da indústria farmacêutica.

Dentro de um mercado tão competitivo como o brasileiro o departamento de TI é estratégico para a indústria farmacêutica. Já que a tecnologia bem aplicada é responsável pela diminuição de gastos e também pela agilidade no processo produtivo.

Por ser uma das indústrias mais regulamentadas do mundo, as empresas farmacêuticas e de biotecnologia são conduzidas por rígidas normas e padrões de qualidade. Para ser uma empresa competitiva e de sucesso, é necessário investir em sistemas capazes de mantê-las atualizadas com as constantes mudanças de cenários deste segmento, além dos principais desafios do seguimento:

  • Regulamentação;
  • Desenvolvimento de novas patentes;
  • Sincronia da demanda com suprimentos para otimizar o inventário de estoque;
  • Aproximação de diversos segmentos de clientes de forma consistente e direcionada em todos os canais;
  • Manter o foco do desenvolvimento de novos produtos no paciente.

 

Projetos de TI para indústria farmacêutica

Os projetos que os profissionais de TI podem desenvolver dentro de uma indústria farmacêutica podem ser de consultoria, gestão de qualidade e a elaboração de sistemas que contribuam para desenvolvimento de novos remédios.

Além disso, esse segmento necessita de sistemas que auxiliem na gestão de conformidade e qualidade, e, atendam às necessidades específicas das farmacêuticas como: o gerenciamento do ciclo de vida do produto, o monitoramento de indicadores de desempenho e otimização dos processos.

As empresas prestadoras de serviço e os profissionais de TI também podem apresentar projetos para as indústrias a partir de soluções que suportem as demandas governamentais e os requisitos das entidades regulamentadoras do segmento.

 

Tecnologia a favor da saúde

A TI e a indústria farmacêutica podem estar juntas para desenvolverem aplicativos que auxiliem no bem-estar dos doentes, por exemplo, na criação de um App que lembre os horários de tomar os remédios, que também seja possível anotar como a pessoa se sentiu durante os dias antes das consultas e que tenha uma função de emergência caso o paciente não acesse o aplicativo por um período de tempo.

Além de auxiliar as pessoas, com esse aplicativo seria possível coletar dados por meio de softwares e assim estudar melhor a doença e também desenvolver medicamentos mais eficazes e com menos efeitos colaterais.

 

Por que uma farmacêutica deveria investir em projetos de TI?

Para que as empresas desenvolvam um papel estratégico no mercado farmacêutico é fundamental que se invista em projetos de TI. Investir em tecnologia na indústria farmacêutica representa mais agilidade nos processos internos. Com isso os colaboradores terão acesso mais rápido às informações de que necessitam para desenvolver o trabalho.

Com um projeto de TI desenvolvido especificamente para as farmacêuticas é possível uma diminuição considerável dos erros e falhas no processo produtivo.

A automação dos processos produtivos gerada pela Tecnologia da Informação também permite um aumento da produção sem ter perda de qualidade, além de gerar uma redução nos custos.

Não podemos esquecer de um dos principais benefícios de se implantar um projeto de TI, que é a possibilidade de se conhecer melhor o negócio.

As principais empresas que apresentam soluções de TI para indústria farmacêutica são a SAP, a Oracle, a SAS, a Veeva e a Medidata, portanto é importante manter-se atualizado com as novas tendências do mercado.